28/05/2016

O Filme



Depois de quase dois meses do final do projecto em Sigulda, apresento-vos o filme sobre o Infantário. Foi produzido ao longo do ano, acompanhando a rotina diária e todas as tradições e actividades.
Foi um ano em grande, que nunca esquecerei: todas as crianças foram especiais e ajudaram-me a crescer, assim como toda a comunidade do infantário, já para não falar dos voluntários que conheci. Foi como viver num mundo perfeito em que a educação é encarada da melhor forma possível e na qual o amor e o carinho estão na base de tudo.
A Letónia é um país fantástico com muito para dar, tanto na área da cultura, desporto e natureza. Conheci sítios incríveis e pessoas que têm uma relação muito próxima com a natureza.
Deste ano levo comigo valores de respeito pela natureza, pelos outros e pela importância da educação. As palavras não são suficientes para descrever a montanha russa de emoções dos últimos dias de Abril, em que estava triste por deixar Sigulda, mas ao mesmo tempo feliz por ter passado um ano tão bom em que cresci tanto.

After nearly two months after the end of the project in Sigulda, I present you the film about the Kindergarten. It was produced throughout the year, following the daily routine and all traditions and activities.
It was a great year, I will never forget: all children were special and helped me to grow, as well as all the kindergarten community, not to mention the volunteers I met. It was like living in a perfect world where education is a very important matter and in which love and affection are the basis of everything.
Latvia is a fantastic country with so much to give, both in the area of ​​culture, sport and nature. I met amazing sites and people who have a close relationship with nature.
From this year I carry values ​​of respect for nature, others, and the importance of education. Words are not enough to describe the emotional rollercoaster of the last days of April, it was sad to leave Sigulda, but at the same time happy to for a year so good where I grew up so much.

26/03/2016

Excursão Quinta Zaķiši























A nossa última actividade no infantário como voluntários foi a visita à Quinta "Zaķiši", que significa "coelhinhos". No dia anterior as crianças já estavam super entusiasmadas, a falar sobre que animais iam ver e que ia ser uma excursão muito boa! Na quinta-feira, depois do pequeno almoço, vestimos as crianças com os cachecóis, gorros e botas (já é primavera mas continua frio) e fomos para o autocarro. Estavam todos entusiasmados e para alguns era a primeira excursão da sua vida!
A quinta tinha vários animais: várias espécies de coelhos, galos e galinhas, gansos, patos, vacas, cavalos, porcos, castores e cabras. Os animais eram super amigáveis connosco e as crianças estiveram super à vontade com eles. Tínhamos sementes para lhes dar e eles comiam das nossas mãos. Foi óptimo para as crianças estarem em contacto com os animais que ouvem nas músicas e contos do infantário, é importante vê-las de perto e interagir com eles.
Foi uma manhã muito divertida e de descoberta para todos, espero que fique na memória dos mais novos como aquele dia em que viram animais incríveis.

Our last activity at the kindergarten as volunteers was the visit to the Farm "Zaķiši", which means "bunnies". The day before the children were super excited, talking about what animals they were going to see and how great it was going to be! On Thursday, after breakfast, we dressed the children with hats, scarves, and boots (it's already spring but it's still cold here) and went to the bus. They were all excited and for some it was the first excursion of their life!
The farm had several animals: various species of rabbits, roosters and chickens, geese, ducks, cows, horses, pigs, goats and beavers. The animals were super friendly with us and the kids were very comfortable with them. We had seed to feed them and they ate them from our hands. It was great for the children to be in contact with the animals they hear from the kindergarten's songs and fairy tails, it is important to see them up close and interact with them.
It was a morning of fun and discovery for everyone, I hope it stays in the memory of the kids as the day they saw amazing animals.




23/03/2016

Road Trip No Sul da Letónia
































A convite da Jolanta, mãe da Adželina, eu e a Alina fomos com ela e fizemos uma roadtrip de um dia para visitar alguns sítios no Sul da Letónia. O dia começou cedo e a primeira paragem foi no Jardim Botânico Nacional, onde pudémos ver uma variedade imensa de plantas, espalhada por espaços com diferentes temperaturas e níveis de humidade. 
Depois seguimos para o palácio de Mežotne, uma verdadeiro exemplo do estilo clássico da Letónia. Hoje em dia também funciona como hotel e recebe festas privadas. Antes do almoço fomos ainda ao Museu Automóvel de Bauska, onde pudemos ver clássicos e automóveis da União Soviética. Também havia uma sala com rádios da marca VEF onde estava guia que era antigo trabalhador da fábrica. Ele tinha muitas histórias e factos interessantes para contar sobre os rádios, o que mudou completamente a visita.
A paragem seguinte foi no Palácio de Rundāle, ao qual chamam Versalhes da Letónia. Este palácio foi casa de Duques e Duquesas e todas as salas estavam decoradas ao pormenor com objectos de várias sítios do mundo. Senti que fiz uma viagem ao tempo até ao século XVII e que entrei num mundo onde os bailes e as horas do chá são os eventos mais importantes. Apesar de estar a nevar muito, ainda conseguimos ver um pouco do jardim, que no verão acolhe várias festividades.
A última paragem foi no castelo de Bauska, chegámos 15 minutos antes de fechar mas ainda assistimos a um concerto de música de câmara com um cravo, violino e duas cantoras líricas. Foi uma boa forma de terminar o dia, com música da época dos locais onde estivemos nesse dia.
No final de um ano da Letónia continuo a descobrir novos locais que ainda não tinha visto e a ouvir mais sobre a sua história e cultura, é um país que apesar de ser pequeno, tem muitos detalhes e locais inesquecíveis. Nunca conseguíramos ter visto tantos locais num só dia se não fosse a Jolanta que foi a uma óptima companheira de viagem.

Jolanta, the mother of Adželina  invited me and Alina to go with her on a one day road trip to visit some places in the south of Latvia. The day started early and the first stop was the National Botanical Garden, where we were able to see a huge variety of plants, spread across spaces with different temperatures and humidity levels.
Then we went to the Mežotne Palace, a true example of classicism in Latvia. Nowadays it also works as a hotel and welcomes private parties. Before lunch we went to the Bauska Motor Museum where we saw cars that are classic and others from the Soviet Union. There was also a room with VEF radios and there was a guide who was former employee of the factory. He had many stories and interesting facts to tell about the radios, which completely changed the visit.
The next stop was at Rundāle Palace, which they call Versailles of Latvia. This palace has been home to Dukes and Duchesses and all the rooms were carefully decorated with objects from all over the world. I felt I made a trip in the time until the seventeenth century and entered a world where the balls and the tea times are the most important events. Although it was snowing a lot, we still managed to see a bit of the garden, which in summer hosts several festivities.
The last stop was at the Bauska Castle, we arrived 15 minutes before closing but still attended a chamber music concert with a harpsichord, violin and two singers. It was a good way to end the day, with music from the places where we were earlier.
At the end of this year in Latvia I continue to discover new places that I still haven't seen and hear more about its history and culture, it's a country that despite being small, has many details and unforgettable places. We could never see so many places in one day if it was not for Jolanta's invitation, who was a great travel companion.